quarta-feira, 26 de março de 2014

Por uma vida organizada - se virando nos #30tododia.

Mudamos de endereço!
Em alguns dias você será redirecionado para a nova página do Cozinho, logo existo.
Por enquanto, é só clicar aqui:


Depois que quis, de verdade, me sentir melhor - mudando minha relação com a comida e levantando a bunda da cadeira -, percebi que ia ter que dar um jeito de me organizar. Já expliquei no instagram (@cozinhologoexisto) que estou na vibe nômade/itinerante por causa de atraso na entrega do apê, o que fez com que eu tivesse que rebolar muito pra dar a guinada que precisava.

Chato? Sim. Difícil? Também. Mas isso não foi desculpa pra me jogar na #vidabandida e comer de qualquer jeito, além de não me matricular numa academia só porque em poucos meses teria que mudar. Não sou de ferro, e no início tive sim esse pensamento e adiei minha matrícula em um mês, pois achei que a entrega nem ia demorar tanto...

Em dezembro, por fim, me matriculei. Hoje, lá se vão 4 meses firme na mesma academia. Imaginem se eu arregasse? Seriam 4 meses sem comer direito/mexer a bunda da cadeira. Eu ficaria com muita raiva de mim mesma, da pança, da vida. A lição é: não se negligencie por fatores externos, VOCÊ é prioridade na sua vida.



Essa é a primeira dica de organização: se você tem a vida muito corrida, procure uma academia com horários bem flexíveis, perto de casa ou do trabalho, de preferência com aulinhas (a atividade em grupo me motiva demais, além de ser excelente pra quem está começando ou só tem aquela uma hora ou #30tododia pra se mexer).

Como ninguém vive apenas de ginástica, vamos pra parte que interessa de verdade: como eu compro, limpo, preparo e organizo as comidinhas que faço. É importante ter em mente que antes de fazer mercado ou feira, você precisa ter: 

- boa vontade
- tigelas/potes grandes (pra deixar as coisas de molho); 
- vinagre, água sanitária, clorin ou hidrosteril para higienizar as frutas/legumes;
- potes
- sacos transparentes
- espaço no freezer/geladeira

A ideia é: simplifique. Pense na sua dieta, nos seus hábitos alimentares, no tempo que você tem disponível, no que você gosta de comer. Confie no planejamento de cardápio com as coisas que você gosta - pra não ter erro. E acredite: (quase) tudo pode ser congelado.

1. Identificando a sua necessidade:

Pode parecer frescura, mas o movimento de identificar o que se precisa ter na despensa é o primeiro passo para uma vida sem perrengue e uma dieta bem sucedida.

A minha realidade é:
- praticamente nenhum tempo de preparar refeições no dia a dia;
- horários insanos aliado à necessidade de dormir até o último minuto possível (começa a malhar pra você ver se o descanso não é essencial);
- refeições: suco verde + carboidrato; lanche; almoço; lanche; janta. 

Dentro dessa realidade e quantidade de refeições, penso em tudo que preciso ter sempre fresco na geladeira: frutas (para os lanches) e folhas e verduras para almoço/janta, além de comidinhas rápidas de aprontar para os momentos sem tempo: marmitinhas congeladas, por exemplo.

2. Organizando o cardápio: 

Essa é uma das partes mais legais: definir o que você vai comer durante aquela semana. Aqui, você tem a oportunidade de colocar todas as coisas gostosas e saudáveis que você ama pra jogo, fazendo em grande quantidade pra pode congelar. Economia de tempo e ingredientes, né?

Por falar em economia: fique atenta aos legumes da estação, e se puder, não se prenda a UM mercado: preste atenção na média dos preços e só compre o que vai usar de verdade.

Um exemplo: decidi que essa semana vai ser a semana da maçã ou pera no lanche e no suco. Vou comprar uma quantidade X dessas frutas que me atendam durante a semana, pico e congelo em saquinhos individuais as frutas do suco e guardo as dos lanches na geladeira. De manhã, ao sair, bato o suco e já pego 2 daquelas frutas frescas e jogo na bolsa, pra ficar abastecida durante o dia. O mesmo raciocínio serve para a salada de folhas: escolho espinafre, alface, almeirão, rúcula... lavo, higienizo, seco e guardo nos potes uma quantidade boa, para consumir durante a semana.

A comida, em si, fica a seu critério, mas uma solução é fazer uma boa panelada de arroz integral, macarrão + molho, lentilha, quinoa, uma torta de grão de bico imensa que dê pra fracionar... além de uma quantidade maior de carne (se você quiser) e os legumes refogados (dá pra fazer eles na hora, se tiver tempo). Se fizer as coisas em quantidade, você garante pelo menos umas 10 marmitas, com carboidrato, proteína e um legume.

Além disso, dá pra fazer uma sopa (postei essa semana a sopa de abóbora) e congelar também. Eu simplesmente amo tomar sopinha à noite.

Importante: sempre ter em mente os ingredientes que você vai precisar: não é vergonha nenhuma fazer lista e levar ela pro mercado, amo/sou a louca da listinha.



3. Minhas soluções e dicas:

- Foi no mercado/feira/hortifruti? Além de levar sua lista, saia de casa com a pia da cozinha limpa, sem louça, pra ter aquele espaço todo pra você fazer a bagunça da limpeza.

- FRUTAS E LEGUMES. Lavar com bucha e detergente para retirar a terra e a sujeira (pense no transporte e  manuseio de inúmeras pessoas); Após, deixar de molho por 15 minutos com o produto escolhido - eu uso hidrosteril. A proporção vem escrita na embalagem, você pode usar água sanitária (recomendações da Anvisa aqui).

- FOLHAS. Aqui, o trabalho é maior e tem que ser feito com cuidado: as folhas podem vir com muita terra, ovos, bichinhos (AMO salada e tenho PAVOR de bicho, imaginem minha agonia semanal)... elas devem ser lavadas, uma a uma, em água corrente. Depois, deixe de molho no vinagre por 10 minutos, ele ajuda a soltar os bichinhos (ATENÇÃO: o vinagre NÃO MATA, então tem que fazer o próximo passo). Depois, troque a água e deixe de molho por mais 15 minutos no produto escolhido. Escorra, passe uma água pra não comer alface com gosto de cloro, deixe secar e guarde.

- Folhas frescas duram mais se você usar uma folha de papel toalha no fundo do pote e outra por cima das folhas, antes de tampar e guardar na geladeira.

- Potes de plástico são mais baratos, mas potes de vidro bem vedados são incríveis na hora de conservar as folhas, frutas e legumes. Experimente ter pelo menos um e compare a duração dos produtos na geladeira.

- Como vocês podem ver, fazer salada é um ato de amor. Pense nisso antes de recusar aquela salada verde maravilhosa que a sua mãe lavou.



- Feiras são lugares bacanas pra comprar sua comida. Dependendo, você consegue conversar com quem plantou aquele alimento e de quebra aprende uma coisinha ou outra.

- Não estou comendo nada com glúten. Pão sem glúten é caríssimo e estraga rápido. Se for comprar, congele, pra não passar raiva como eu (no início). Uma boa solução é fazer seu próprio pão sem glúten, já postei a receita da (@nutrira_fernandes) aqui, o pão de chia. Como ninguém tem tempo de assar um pãozinho todo dia, eu congelo minha fornada de pãezinhos (uma receita rende VÁRIOS), tiro um do freezer e aqueço de manhã, enquanto tomo banho.

- Todos os dias bebo suco verde. Como não costumo variar tanto a receita, compro todos os ingredientes que preciso, fraciono e congelo porções individuais dos ingredientes em saquinhos transparentes. Coloco em um saquinho, por exemplo: 1 pera picada, 1 pedaço de pepino, 1 fatia de batata yacon e 1 fatia de gengibre.

- Sobre a couve: muitas meninas preferem fazer o gelo de couve. Eu, como sou preguiçosa, simplesmente lavo, higienizo as folhas, retiro o talo (uso em outras receitas) e corto a folha em 4. Depois, junto aquele monte de folhas, enfio dentro de um saco e congelo. Quando você for fazer o suco, pegue seu saquinho (ensinei acima) + 4 pedaços de couve (equivalente a 1 folha) + água + liquidificador = SUCÃO PRONTO EM 2 MINUTOS.

- Nada de jogar o talo da couve fora: lave, pique (pode congelar) e use em refogadinhos, sopas ou até no arroz.

- Durante o dia e à noite, não tenho tempo de ficar descongelando arroz, feijão, ou preparando comida. Minha solução foi deixar marmitas congeladas. Já está tudo ali: arroz integral, proteína e um legume congelado. Eu só preciso temperar as folhas (que já deixei prontas na geladeira).

- Para a sopa, eu faço assim: preparo, esfrio, coloco em potes individuais e congelo. Depois, retiro do pote (ela sai um bloco, e o pote vai ser usado pra guardar suas marmitas) e enfio aqueles quadrados em um saco transparente: faço uma pilha de sopas! Para consumir, retiro um bloco de sopa, coloco na panela com 1/2 xícara de água, acendo o fogo e deixo descongelar. Ferveu? Tá pronta.

- Percebeu que algum legume tá maaais ou menos, quase estragando? Pique e congele. Pique e faça sopa. Aliás, tenho 2 mantras:

-- TUDO VIRA SOPA.
-- (quase) TUDO PODE SER CONGELADO.

- Banana é um dos ingredientes mais maravilhosos: ela vira recheio de tapioca, sorvete, bolo... além de ser uma delícia num prato de arroz, feijão, farofa e couve (#pratinhodepeão). Se ela estiver quase passando, congele: ela vira um sorvete delícia, sem gordura hidrogenada ou açúcar refinado... mais pra frente passo a receita.

- Uva, morango, blueberry, amora, abacaxi... está tudo CARÍSSIMO, é um absurdo deixar estragar: congela! A Priscila já ensinou aqui que congela as uvas (eu já fiz isso, ela fica parecendo um picolezinho). As outras frutas viram sucão, smoothie, sorvete... tua imaginação é o limite.

- Lentilha, grão de bico e quinoa são ingredientes mágicos, acredite. A quinoa é cara, mas rende demais (principalmente se você fizer salada de quinoa, mais uma receitinha que já vou postar). O grão de bico vira pasta, falafel, torta, salada, sopa, guisadinho...). Tudo o que você faz com grão de bico, faz com a lentilha. Amo arroz integral com lentilhas - além de delícia, ainda atrai fartura!  

- TEMPEROS. Taí uma parte essencial da minha vida: ervas e condimentos revolucionam um prato, é muito mágico. Nisso vale muito a pena investir, comida bem temperada deixa a gente mais feliz - sem contar que as pimentas/canelas/gengibres são termogênicos naturais, que aceleram nosso metabolismo e ajudam o corpo a funcionar melhor.

- Sou fã de salsa (não ligo pra cebolinha), então preciso sempre ter salsa fresca. Como ela estraga muito rápido, depois de lavar/secar, pico a salsa e guardo em um saquinho transparente dentro do freezer. Fica maravilhosa e você sempre tem uma boa erva fresca na cozinha. Dá pra fazer isso com coentro, cebolinha, alecrim, endro...

- Pimenta do reino boa de verdade é a moída na hora, vale super a pena investir numa dessas que já vêm com moedor acoplado (vende no mercado). Essas marcas geralmente vendem sal marinho pra moer na hora e curry (mistura delícia de especiarias). 

- Aqui no RJ, tem uma lojinha da Bombay Herbs and Spices no shopping Rio Sul. A variedade de condimentos deles é absurda, dá pra perder um tempão só olhando e querendo TUDO! Na minha última visitinha, comprei Harissa e Creole Spice Mix: já deu pra perceber que eu amo uma pimenta, né?



Espero muito que vocês curtam esse post, e por favor deixem dicas nos comentários, tô a fim de aprender coisas novas pra facilitar minha vida e qualquer dica é super válida. E apenas lembrando: comer bem dá trabalho mesmo, mas é uma opção que se torna muito mais fácil se a gente conseguir se organizar! <3 

12 comentários:

  1. Adorei as dicas sobre a organização!! Vou começar a colocá-las em prática!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talita,
      Antes de mais nada, mil desculpas pelo ATRASO absurdo pra responder!!!
      Que bom que tu gostou, coloque e me conte como se saiu!
      Bjos!

      Excluir
  2. Amei o post Manuuuuuu... falando em congelados, olha o post que eu fiz também:
    http://trendytwins.com.br/2013/03/vida-sana-congelando-alimentos-pra-semana/

    Minha organizacao é mais ou menos como a tua, mas eu tenho um tempinho curto pela manha e termino cozinhando meu almoco tds os dias. Para o jantar, no verao é sempre salada + alguma proteína e no inverno uma sopinha com salada. Amoooo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Priiiii, shame on me (pela demora uhauahuaha)!!!
      Eu lembro desse teu post, te citei descaradamente no post tb hahahaha!
      <3 <3 <3
      Bjooo!!!!

      Excluir
  3. Quanta dica maravilhosa em um único post!!!!

    ResponderExcluir
  4. post ótimo, super útil. obrigada.

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que bom conhecer teu blog e já ler um post tão interessante como este. Parabéns e continue nos ajudando :)

    ResponderExcluir
  6. Oi Manu,
    desculpe comentar em posts antigos, mas achei um moedor de temperos muito legal neste link:

    http://www.ippinka.com/shop/herb-keeper-mill/

    e não poderia deixar de compartilhar, o que vc achou?
    Beijos e boas energias sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thais, adorei!
      Será que as folhas ficam com essa aparência fresquinha? rsrsrs
      Eu costumo picar e congelar tudo em saquinhos (já picado), mas convenhamos que um negócio desses é muito mais charmoso do que saco plástico ou tupperware, né?
      Bjs!

      Excluir